MAIS GENTE QUE FLORES - Por que 300 mil turistas precisam ir a Holambra de uma só vez durante setembro?
- Anúncios -
Accor Hotels
Compartilhe:

Visitar ou não visitar Holambra? Depende! A resposta é sim se a intenção é conhecer um dos maiores e mais encantadores centros de floricultura do continente. A cidade do interior de São Paulo criada por imigrantes holandeses em 1948 impressiona. E não só pela diversificada produção de flores e plantas ornamentais. Oferece um turismo único, seja pela típica arquitetura, artesanato, e cultura e deliciosa gastronomia.

VISUAL MARAVILHOSO – visitar plantacões floridas é muito melhor do que se espremer nos pavilhões da Expoflora

Mas se a intenção for só visitar a Expoflora, realizada em setembro de cada ano, pense duas vezes! Nem mesmo a realização de eventos paralelos, como desfiles em carros alegóricos de flores com direito a chuva de pétalas justificam a viagem.

EXPOFLORA OU EXPLORAFLORA?

Fuja da Expoflora se não quiser pagar caríssimo pelo estacionamento, ingresso, e o preços das mercadorias. E ainda correr o risco de ser empurrado por uma multidão em área sem capacidade para receber tanta gente. Afinal, são 300 mil visitantes durante o evento, segundo os organizadores. Os atendentes da feira, atônitos com o movimento, mostram-se desinformados. Imensas filas nos Caixas desestimulam até o consumidor mais animado.

INDÚSTRIA FLORESCENTE – Holambra se tornou um dos maiores produtores de flores e plantas do mundo

Aliás, fazer compras na Expoflora é péssimo negócio. Vamos dizer que alguém queira ir lá para adquirir uma orquídea. Os custos começariam pela viagem a Holambra, em média de 100 km, com pedágio ida e volta (100,00). Some-se o estacionamento (40,00), o ingresso (48,00 por pessoa) e a própria orquídea (34,00). Ou seja, a flor sairia por 132,00 – umas oito vezes mais que o cobrado em supermercados (17,00).

O AVISO DO TRIPADVISOR
PayPal

Esta avaliação não é só baseada apenas na minha experiência pessoal. Basta conferir no Trip Advisor algumas reclamações de turistas. Eis alguns trechos extraídos:

  • “Restaurante da Fazenda, R$43,00 por pessoa, no recinto interno da Feira: comida malfeita e ruim…”.
  • “Fomos hoje pela primeira vez na Expoflora em Holambra e foi decepcionante… Não valeu a viagem”.
  • “A Expoflora é uma pegadinha que você não vai esquecer. Saímos exaustos com a hiper-lotação, falta de locais para descanso e excesso de gente e filas em tudo. Vimos senhoras passando mal, muita gente reclamando. Perdeu totalmente o encanto, e virou mero evento comercial, voltado para o lucro acima de tudo…”.
  • “Para aqueles que colocam muita expectativa nesse evento, cuidado! A Expoflora não dá protagonismo às flores. Também não espere bom gosto ou manifestações culturais genuinamente holandesas e bem executadas…”

RABO PRESO? Por que blogueiros e imprensa só falam maravilhas de Holambra e não apontam problemas, como apontam críticas no TripAdvisor? LEIA  

A Expoflora não faz jus à comunidade produtiva e hospitaleira de Holambra. Até porque, fora do pavilhão, na estrada ou entorno, não faltam excelentes floriculturas com preços decentes. Assim como comerciantes conscientes, que não só discordam da exploração predatória dos turistas, como sugerem voltar à cidade em outra época do ano.

A VERDADEIRA HOLAMBRA
CIDADE GRACIOSA – Mais que exposição, Holambra tem arquitetura, bons restaurantes e floriculturas em conta.

Holambra não merece isto. O nome, junção de Holanda, América e Brasil, é fruto de um lindo sonho de imigrantes que deu certo. Destaca-se pelos altos índices de qualidade de vida e segurança. É responsável por 80% da exportação de flores, e 40% da produção brasileira.

PEDAÇO HOLANDÊS – com cinco andares, o Moinho tornou-se símbolo da cidade e tem vista deslumbrante.

Oferece inúmeras atrações turísticas. Como campos de produção de flores, estufas e viveiros de plantas ornamentais. Ou o Lago Vitória Régia e o Moinho Povos Unidos, o maior da América Latina, entre outros atrativos.

Eventos têm a formidável capacidade de atrair pessoas para um destino. No entanto, se mal administrados, podem provocar uma reação inversa. Pelo bem do turismo brasileiro, torcemos que este não seja o caso em Holambra.

GANÂNCIA DESNECESSÁRIA – Com encantos únicos, Holambra deve explorar o turismo, e não os turistas.

 

Compartilhe:
- Anúncios -

22 COMENTÁRIOS

  1. Holambra é uma cidade maravilhosa. Já estudei lá. O ensino é ótimo, saúde de qualidade, boa infra-estrutura, e a Expoflora já foi um evento muito bem organizado e acessível. Eu ia todos os anos, pois era agradável ver o movimento dos turistas, as danças típicas, comidas típicas… Porém, quando a organização passou para terceiros, começou a perder o encanto, pois o foco passou a ser nos ganhos e não nas flores. Lembro bem da época em que foi divulgado que a organizacao da festa não seria mais da colônia holandesa junto a prefeitura, mas sim de um empresa organizadora de eventos… Todos ficaram desconfiados e não foi pra menos. Deu no que deu.

  2. Moro em Holambra há alguns anos e concordo com tudo o que li.
    Agora vocês não imaginam o transtorno que é para quem mora aqui.Ruas importantes fechadas,trânsito infernal na saída do evento.Fechar uma parte da cidade para uma festança particular?Só no Brasil mesmo.
    Obrigada Fabio pela coragem que ninguém teve até agora!

  3. Moro a 14 anos em Holambra, amo morar aqui. Mas vou dizer o que ninguém fala….os moradores odeiam a Expoflora. Para começar a principal via de acesso da cidade fica fechada quase 2 meses porque vira espaço da feira . A feira é particular, o dono não é holandês e a prefeitura cede tudo a ele, o posto de primeiros socorros, funcionários……se você quiser trabalhar, você aluga um quioque, o valor já é exorbitante, mas você tem que comprar o material do dono da feira…tipo o refrigerante você compra dele e ainda é obrigado a vender por valor tabelado por ele também. Nem preciso dizer como o povo ama esse homem. Para nós moradores a 2 anos depois de muita reclamação abriram para entrar com o cartão cidadão por 3 semanas ,mas isso não paga o custo da polícia toda da cidade estar fazendo ronda só ao entorno da feira, o trânsito, o excesso de pessoas andando pelos bairros sem ser moradores, gerando insegurança, aumento de número de assaltos, multas de estacionamento, acidentes….Bom amo Holambra, mas reitero que é melhor visitar fora da feira que há muita coisa mais bonita a ser vista….tipo flores.

  4. Nasci e fui criado em Holambra… Posso dizer que já vi tempos melhores aqui!
    Moro em frente a uma praça abandonada pela prefeitura (afastado do movimento turístico da cidade) enquanto que outras praças (em lugares mais turísticos da cidade) estão muito bem cuidadas ( inclusive, nova praça está sendo construída em frente a prefeitura).
    Vê-se claramente que os turistas têm prioridade para a administração da cidade (exatamente como o texto diz).
    O único ponto positivo da Expoflora, na minha opinião, é que todas as vias da cidade são pintadas alguns dias antes da feira começar (ruas, asfalto, postes, etc). Do resto, apenas alguns têm lucro e vantagens com a feira, e o resto da cidade fica com a bagunça, aumento da criminalidade, trânsito impedido, sujeira, etc…

    • William muito obrigado pela sua contribuição. Uma pena que a situação que vc descreve esteja ocorrendo. Espero que meu texto colabore para melhorar as coisas em Holambra e a feira encontre um rumo alinhado com o que seus moradores e turistas tanto querem.

  5. Moro em uma cidade vizinha de Holambra e concordo plenamente com o tecto. Eu perdi em 2009 uma filha com 28 anos em um evento em Jaguariúna ( rodeio ) por falta de organização , sendo que o espaço não comporta tantas pessoas. Então não existe outro nome para tanta falta de respeito com as pessoas. GANÂNCIA !!!

  6. Resido em Holambra e gosto muito desta cidade.Concordo plenamente com as colocações deste artigo a respeito da Expoflora. Se os organizadores não mudarem o modelo,que se repete e se esgota a cada ano,não demorará para o evento,vendido como um “mundo de flores”,acabar.
    Atualmente não passa de um feirão de muito mal gosto,preços abusivos não satisfazendo aos visitantes atraídos por uma mídia que vende “gato por lebre”.
    Trata-se de um evento importante para a economia da cidade e deveria ser melhor cuidado exatamente por esse motivo.O atual modelo da Expoflora em nada ajuda o turismo desta bonita Estancia Turística.

  7. O valor cobrado para expor na feira é absurdamente caro,quase 30 mil reais..
    Fora que vc é obrigada a comprar os produtos deles, refrigerante , água e outras coisas são repassados as pessoas que alugaram o espaço, a preço de varejo para ser revendidos ao público..
    Lamentável…

  8. Eu tenha certeza que o meu raciocínio não estava errado!!
    Perguntei várias vezes para alguns vereadores porque fechar a rua da matriz,para a expoflora se a festa é particular?
    Ao invés de fechar a via pública porque o Rafael não faz uma passarela?
    Moro em Holambra à 23 anos e nunca concordei em ter que impedir a nossa passagem nas vias públicas em época de Expoflora.
    A resposta dos vereadores…até agora não me responderam.
    Fiz a pergunta para eles já tem quase 1 mês!!
    O que parece certo,com certeza está errado!!

  9. Moro em Holambra ja faz 40 anos, e acho que a expoflora esta certo o nome é uma exploração, em valores como preço da entrada, estacionamento, alimentação, bebidas, flores, a cidade é a produção de flores, mais na expoflora o valor das flores é fora do comum, os visitantes vem de lugares longe tem custo de viagem, e chega em nossa cidade tem a decepção de encontrar um transito horrível, a cidade com bagunça de reforma no centro.
    Para mim a prefeitura é envolvida no evento, mais não pensa no melhor para cidade onde já se viu um pronto socorro no estado que é, com turista de fora, com um grande evento que tem em Holambra, o prefeito só pensa em investir em colocar flores no centro, diminui o estacionamento, para colocar mais flores, primeiramente o investimento devia de ser na educação e na saúde do que ficar gastando dinheiro em colocar flores no centro. Prefeito tem que reagir na saude e na educação…e não em pontos turísticos.

  10. Expoflora mostrou como são as coisas depois da privatização. Só não percebe quem é rico, ou tem pra esbanjar. Também fui vários anos, hoje, simplesmente é impossível.

  11. Realmente terrível, ainda mais para idosos e crianças, filas intermináveis para usar o banheiro, comida muito, mas muito ruim mesmo, muito caro e sempre a mesma coisa de sempre, não mudam nada a anos. Acredito que há pessoas com capacidade para melhorar, mas não há vontade, pois mesmo assim continua lotando.

  12. Eu vou só passear
    Quem é o dono da festa ? É o cara da escultura na entrada ?
    Eu fui de voucher do Carrefour por comprar flores plantas lá
    Paro carro nas ruas próximas
    E almoço fora da festa no clube fazenda ribeirão

    Achei um tumulto as exposições …
    Tem o passeio no terra viva r$25 em 2018 … Só pode entrar se pagar o ônibus … Não tem como visitar poe exemplo de bike

  13. Visitem fora dá época da expoflora ,tem empresas de guia de turismo eu indico o (Rafatur) e vale a pena é cada lugar encantador fora do recinto …
    Sem aquele aglomerado de gente e carro o passeio é revitalizante …
    Outra os são valores exorbitante , não tem como ou você se alimenta ou bem sair com um pouco de planta …

  14. Olá Fábio, infelizmente sou obrigada a concordar contigo em teu artigo. Sempre tive vontade de conhecer o evento. Finalmente pude fazê-lo no último sábado e fato! Foi bem descepcionante. Preços praticados “abusivos “, a contar do estacionamento. Local com super lotação, não conseguimos almoçar no recinto. O preço das flores, nada compatível com o praticado em qq mercado hoje. Pior ainda é comprar e não ter como levar até o carro, uma vez que o estacionamento fica lotado e distante (por super lotação). Enfim, um evento que não recomendo, a menos que seja revisto em seus conceitos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here