Quase tudo que acontece em hotel passa pelo recepcionista, que pode fazer a vida do hóspede céu ou inferno.
- Anúncios -
Accor Hotels
Compartilhe:

Se hoje em dia já é complicado viajar a lazer sem internet, imagina quando se trata de viagem de trabalho. A atual dinâmica de negócios exige não só total flexibilidade, como agilidade extrema nas decisões. Sem aviso prévio, reuniões de negócios podem ser marcadas em cima da hora, em qualquer lugar do planeta. Da mesma forma, oportunidades de negócios surgem e desaparecem à velocidade da luz, só captadas por quem se é antenado e consegue responder às demandas na hora.

Neste contexto, quem não conseguir atender às exigências de mercado com capacidade de mobilidade corre o risco de ser tragado por uma concorrência mais apta e implacável. O cenário cada vez mais desafiante exige transações financeiras desburocratizadas, seja na compra de passagens, hospedagem, alimentação, e demais despesas associadas.

TENDÊNCIA CONFIRMADA 

Esta tendência foi confirmada por pesquisa da MindMiners encomendada pela Paypal em 2017. Entre as principais descobertas, o estudo apontou que quase metade dos viajantes de negócios (47%) usa a internet para fazer reservas de passagens e hospedagens, cada vez mais através de aplicativos em smartphones ou tablets.

Como consequência, uma das principais características da era digital é a maior autonomia dada ao profissional que viaja. Segundo a mesma pesquisa, apenas 35% dos entrevistados ainda dependem do empregador para tomar decisões que envolvem a compra de transporte e hospedagem. Cerca de 43% resolvem tudo por conta própria, sendo que 30% porque são autônomos. Apenas 22% ainda compartilham a decisão com o empregador. Esta facilidade nas transações evidentemente só se tornou possível graças aos recursos da internet e ambiente online.

EMPODERAMENTO TOTAL – A empresa precisa dar cada vez mais autonomia ao profissional que viaja.
COMPRA DE PASSAGENS
PayPal

Outra revelação do estudo: para comprar passagem de avião, 47% procuram os sites das companhias aéreas; 40% as agências de turismo; e 7% fazem buscas em sites tipo Decolar.com. Metade fecha negócios diretamente no site das empresas; 20% vão pessoalmente à agência ou balcão da companhia aérea; e 7% usam aplicativos no smartphone ou tablet.

Em relação à prioridade nos gastos da viagem a trabalho, a alimentação lidera com 73%. Quase empatado vem a hospedagem com 72%. A seguir, as viagens aéreas e rodoviárias (47%) e despesas no local (40%).

Sobre as opções de transporte para chegar ao destino, cerca de 50% disseram viajar de avião; 32% de carro; e 17% de ônibus. Uma vez na localidade, o meio de transporte mais usado é o carro alugado (43%); seguido pelo táxi (38%); aplicativos como Uber (27%); ônibus público (20%); e metrô (17%).

Chama a atenção também a popularização do conceito “bleisure” – que é a combinação de viagens de negócios com lazer. Segundo a pesquisa, 40% dos viajantes a negócios costumam prolongar a estada para fazer turismo. Do total de entrevistados, 78% disseram ficar em hotéis; 15%, em pousadas; e 7% em flats ou na casa de amigos ou parentes.

BLEISURE – A tendência de viajar a negócios seguido de viagem de lazer está se transformando em padrão.  

Para suportar esta movimentação financeira crescente, as carteiras digitais como Paypal ganham espaço na preferência dos pesquisados. Na mesma pesquisa, destacam como vantagens deste meio de pagamento a segurança e facilidade.

O estudo indica enorme mercado para ser explorado por ferramentas como o PayPal, tanto em viagens de a serviço como pessoais. Um dos fatores que permitem acelerar este processo é a universalização da ferramenta, disponível em qualquer atividade de viagens e destino.

VOLTA AO MUNDO

Para demonstrar isto, a Paypal patrocinou uma volta ao mundo pelo jornalista José Ramalho. Ele só utilizou esta ferramenta durante o percurso. “Minha viagem começou e terminou com o PayPal. Fiz reservas de hotéis e trens antes da viagem, fui ao aeroporto usando 99taxis, utilizei o Uber na França, Rússia e China.  Fiz compras durante a viagem sem colocar a mão no bolso”, ele conta.

“Um dos fatores mais importantes para mim foi a segurança de não carregar nenhum meio físico de pagamento. Acabou o receio de perder a carteira ou o cartão de crédito. E isso em uma viagem ao redor do planeta é fundamental! – Ramalho completa.

NOVO FORMATO – A carteira digital tornou mais rápido e seguro se movimentar para qualquer parte.
Compartilhe:
- Anúncios -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here